Músico Sensível …

Publicado: julho 22, 2010 em Diversos, Musica

Hoje eu vou falar de um tema que pra mim é muito importante, mas sei que para muitos aqui não vai ter absolutamente nada a ver; Mas vamos lá, esse é um canal aberto de acesso variado e sei que alguns aqui vão ficar felizes em ler o que eu vou escrever.

Como muitos sabem eu toco guitarra, isso já tem no mínimo a uns 12 ou 13 anos, sem contar o tempo de violão erudito, mas isso é outra historia. Bom, eu particularmente não me vejo como um guitarrista técnico, ou virtuoso, visto que isso requer um trabalho árduo e intenso de estudo progressivo, coisa que eu nunca me dispus a fazer mas de forma alguma condeno quem opte por esse caminho, adoro ouvir esse tipo de som e sempre a velocidade foi uma influencia pra mim, não uma pratica; Mas voltando, me vejo como um guitarrista que procura sentimento nas notas, e isso a meu entender é algo que justifique as notas soarem um pouco mais de tempo, uma coisa mais feeling, mais lenta, mas de forma alguma sem deixar de preencher os espaços;

Me vejo sempre como um guitarrista de bases, sempre gostei de tocar em formações tipo power trio (Guitarra, Baixo, Bateria) e nessas formações é altamente necessário que a guitarra faça a função de base, mantendo o peso e a harmonia da musica sempre presente, é claro que isso pode ser responsabilidade do baixo também, mas são ocasiões especificas e nem sempre é recomendável.

Vejo que estudar harmonia e campos harmónicos, progressões melódicas é algo mais que necessário para qualquer um que queira se envolver musicalmente; É triste e vergonhoso ver guitarristas por ai que sobem no palco ou púlpito e perguntam que tom que esta as musicas simplesmente para saberem que tipo de escala modal e bla bla bla que vão usar pra ficar fritando em quanto o cantor tenta fazer a parte dele. Pensando que um solo pode estar baseado na mudança dos acordes não na tonalidade da musica, já vi alguns caras passarem vergonha sabendo só o tom da musica, não a harmonia completa.

Sensibilidade é a grande identidade que um musico precisa adquirir, estando no mesmo nível de importância da técnica e pratica que pode se ter; Um musico sem sensibilidade é um musico incapaz de tocar em grupo, incapaz de deixar espaços vazios, por que eles também precisam acontecer, as vezes uma nota, uma semi-breve faz mais efeito do que uma sequência de fusas e isso tem tudo a ver com saber ouvir o que esta acontecendo a sua volta, sentir o ambiente, sentir quem esta ouvindo o que você esta tocando. Não quero nem entrar no lado espiritual da coisa, tocamos antes de tudo pra Deus, mas também tocamos para as pessoas, e sua musica, seja guitarra, violão, baixo, bateria… teclado, deve tocar o coração das pessoas, não metralhar…

Como disse, existe o momento certo pra cada coisa e é essa sensibilidade, essa capacidade de discernir o que é correto em determinado momento é que vai fazer a diferença entre ser um musico academico ou um musico verdadeiro de espirito, corpo e alma.

grande abraço,

Graça e Paz

comentários
  1. JoaoH disse:

    Gostei desse post. Vou usa-lo com a banda dos Jrs.

  2. Ulysses disse:

    esse post realmente tá mto bom cara.. ótimo pra usar ao falar pra músicos de igreja. Vou tomar a liberdade de usá-lo na primeira das oportunidades com certeza!
    Tu pudia investir em mais posts com esse foco ein

    é nois, Abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s