Quando a honra deve ser bem vinda

Publicado: março 18, 2011 em Evangelho, Textos

Nesses últimos dias temos falado sobre vivermos e praticar-mos os valores da “Honra”, e percebido que por vezes dentro das praticas diárias podemos cair numa existencia religiosa e exercermos uma caminhada baseada em um grande erro de ligarmos o piloto automático pra algumas coisas e passarmos a viver aquilo que Isaías profetizou a quase 3 mil anos atras:

“O Senhor diz: “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens.” – Isaías 29.13

Longe de mim querer exortar alguém aqui e dizer qual é a forma correta de fazer algo, pois na minha caminhada como cristão eu tenho aprendido a duras penas pelos meus próprios erro, que na maioria das vezes cometo um monte de falhas pra depois conseguir finalmente acertar, e mesmo acertando por vezes ainda consigo cair nas mesmas faltas; O caminho da cruz é duro, é estreito e íngreme, mas temos um referencial que é Jesus e a Ele devemos seguir a todo momento.

Mas hoje de manha eu li um versículo que saltou aos meus olhos com uma outra perspectiva:

“Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.” – João 13.18

Quando lemos esse versículo pensamos instantaneamente na posição de Cristo como cordeiro santo e humilhado que desceu dos céus para servir o mundo e principalmente seus discípulos com amor, cuidado e dedicação, além de abrir mão de sua posição de honra para honrar seus discípulos; Sim é uma perspectiva muito correta e coerente com todo o evangelho que Cristo nos ensina, mas eu não a vejo como a única lição dessa passagem. Por um momento se coloque na posição de Pedro, como um servo disposto a tudo por seu mestre, como servo que deixou tudo pra traz (carreira, trabalho, religião e família) e se colocou a disposição do seu chamado ao lado de Cristo full time. Ouço muitas pessoas criticarem Pedro por ser tão humano, explosivo e por vezes covarde e nesse momento quando ele diz a Cristo “nunca me lavarás os pés” mas nesse momento ele (Pedro) esta demonstrando mais uma vez o quanto ele se enxerga menor do que Cristo e indigno de honra; É difícil perceber e aceitar que em algum instante da nossa vida deveremos ter de deixar Cristo lavar os nossos pés e para Pedro não era diferente; O reconhecimento do quanto somos falhos e fracos deve ser algo praticado todos os dias, somos humanos e corruptíveis, Pedro tinha consciência disso. Mas o contra-ponto esta que em alguns momentos devemos aprender a sermos honrados também, por nossos lideres e por nossos amigos, e negar a isso, não é um ato de alguém digno de honra, muito santo ou muito cristão, mas sim como a Bíblia nos ensina é o ato de alguém que não tem parte com Cristo.

O segredo pra que isso não saia do controle é o que lemos em Galátas 6.14: “Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por meio da qual o mundo foi crucificado para mim, e eu para o mundo.”

Honra podemos receber, honra podemos dar, mas a Glória é totalmente de Cristo, assim como a Honra deve ser dedicada a Ele, o Rei Crucificado, Ressurreto e Supremo.

Isso é reconhecer a Graça e vive-la em prática.

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s