Um Paraíso Intenso

Publicado: março 24, 2011 em Evangelho, Textos

“E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.” Hebreus 4.13

As vezes fico me fazendo algumas perguntas de como seria se não tivéssemos saído do Jardim do Éden:

Será que teríamos evoluído no pensamento e nas invenções?
Será que construiríamos prédios?
Será que escreveríamos livros?
Será que andaríamos realmente sem roupa?
Será que existiria instrumentos musicais ou carros?

E é meio louco pensar nessas coisas porque se voltarmos ao centro dessas necessidades, todas elas soam como uma busca por algo perdido em algum momento da nossa evolução. Não consigo conceber que estamos evoluindo quando penso na saída do Éden, o que acredito é que a “queda” do homem foi algo literal no pensamento e na evolução também, me parece que ali voltamos a “Idade da Pedra” de forma literal e isso muito me constrange em ser humano e ter parte significativa nessa retorsão da criação.

Creio numa evolução de pensamento e de invenções num mundo com o Éden. Creio que a criatividade não nos seria poupada, é só pensarmos que Adão recebeu o desígnio de Deus de dar nome a todas as espécies de animais antes da queda no pecado. Pensando nisso podemos ter certeza de que Adão era alguém muito inteligente, pois eu creio que ele não só nomeou os animais, mas também os classificou em famílias, assim como as frutas, as arvores, os vegetais. E não é difícil perceber de onde vinha a sabedoria que permitia essa criatividade intensa fluir, segundo Genesis 3.8, Adão passeava no jardim todas as tardes dos dias com Deus…, imagine o conteúdo dessas conversas, imagina passar em todas as tardes do seus dias algumas horas simplesmente divagando em pensamentos e diálogos com Deus, o Pai supremo da sabedoria e a existência mais criativa que há. Eu fico pensando num mundo perfeito onde Einstein ou Thomas Edison ficariam ansiosos esperando o encontro diário com Deus para dividir suas novas “descobertas”, mais do que isso, aprender com o mais sábio professor da historia como otimizar seus “inventos”.

Penso que fomos criados pra ter esse relacionamento de amizade com Deus, já escrevi sobre isso aqui então gosto de pensar que gravaríamos cds, tocaríamos instrumentos, mas a coisa toda seria provavelmente mais intensa, mais dramática, mais poderosa, não consigo descrever… minha mente vai longe e sei que mesmo assim nem chego perto do que isso realmente seria.

Carros? Adoro a descrição Bíblica de que Jesus passeia pelo céu sobre as nuvens, elas são os carros de Deus. Me imagino a uns 300 km por hora em cima de uma nuvem, quem já viajou de avião já deve ter se permitido pensar o quão glorioso e maravilhoso seria poder andar sobre aquilo tudo. E parece que a busca humana só ruma para isso, afinal carros voadores é o mais próximo que poderemos chegar disso…

Roupas? Nossa percepção de intimidade foi totalmente deturpada na queda do pecado e acho que aqui onde eu mais gostaria de falar sério. Quando saímos da presença suprema de Cristo nós perdemos a nossa intimidade com Ele, mas a reciproca não é verdadeira no sentido profundo da palavra intimidade. Cristo continua intimo de nós quando Ele diz que é omnipresente. Pense em Cristo como Ele realmente é, consciente e ciente de tudo que acontece a nós, de tudo o que praticamos, Ele sabe de tudo. É dramático pensar que podemos bombardear a mente de Deus com nossos pensamentos pecaminosos, com nossas ações de desordem, desobediência e rebelião contra a criação e isso é fato.

Sinceramente, já me peguei julgando Adão pelo porque de ele ter caído e ter negado todo aquele Reino de Paz que era o Éden, mas será que reagiríamos de forma diferente ante a tentação? Será que não negaríamos tudo aquilo em troca de literalmente nada como Adão o fez?

Creio que sim, tendo em conta o tanto de vezes que eu troco uma semana, ou um dia na presença do Amor de Cristo por um pecado estúpido que me faz perder a intimidade com o Pai e ser acusado pelo mal que cometi.

Gostaria de estar no Éden, mas as lições que posso aprender aqui hoje, talvez me torne miseravelmente um pouquinho mais merecedor do Paraíso Celestial.

O Reino dos Céus é conquistado a força, mas é totalmente por graça que poderemos herdar esse lugar maravilhoso novamente!

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s