Banquete … onde?

Publicado: maio 2, 2011 em Evangelho, Textos

“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.” Hebreus 5:12

“Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.” Hebreus 5:13

Comecei a pensar no Reino de Deus numa figuração que a Bíblia sempre recorre: a dos alimentos e dos banquetes que estão dispostos para nós na casa do Pai. Nisto, procurei entender o porque de tantas vezes, na palavra de Deus, é dito que esta sendo preparado para nós um grande banquete no Reino Celeste; Comecei a tentar trazer isso ao conteúdo bíblico que diz que a palavra de Deus é um alimento para nós capaz de suprir todas as nossas necessidades espirituais de saúde.

Passei a me questionar, quais seriam os paralelos que poderia fazer com as vitaminas que necessitamos para o nosso crescimento saudável no mundo espiritual, precisamos saber de:

* fé
* amor
* oração
* santidade e justiça
* alegria e comunhão
* zelo e serviço
* arrependimento e perdão
* louvor e adoração
* dízimos e ofertas
* honra e submissão e etc.

Interprete que precisamos estar nutridos desses “ingredientes”, e nutrir é como literalmente comer da palavra que Deus tem para nós. Onde poderia ser o melhor lugar para comermos e nos alimentarmos da palavra do que a casa do nosso pai, entende-se: igreja?

Vou falar aqui contra a instituição em si, não somente contra uma placa especificamente. Não porque quero ser político! Mas sim porque sinto hoje em dia muitos movimentos voltados a alguns sentidos exclusivos e de interesse próprio, manipulando a palavra de Deus para seus próprios ganhos. Exemplificando, existem igrejas que fazem suas reuniões sem o apoio concreto da Bíblia como palavra soberana, usam folhetos, panfletos, livros... e coisas concebidas por homens (ai daquele que acrescentar ou tirar um til da palavra de Deus) para direcionar seus cultos, e usam a Bíblia numa interpretação livre e anárquica. Quando na verdade a Bíblia é a palavra real e imutável de Deus. Lideres que só falam de dízimos e ofertas criando um terror e um fardo sobre as pessoas que muitas vezes não podem sequer doar as suas pobres “duas moedas”, mas que se o fizessem seriam ofertas sinceras a Deus.

A igreja e os pastores, vejo como a figura de um restaurante e seu chef respectivamente. Mas não quero com isso dizer que só devamos ir a igreja para “comer“, estou dizendo que em um determinado sentido na vida cristã existe essa responsabilidade eclesiástica para com o povo: de alimentar. Quando você precisa comer existem inúmeras necessidades a serem supridas, por exemplo: vitaminas, proteínas, ferro, cálcio, açucares, carboidratos, gordura, água entre outros. E mesmo que sejam alimentos ruins e amargos são indiscutivelmente necessários para uma boa manutenção do corpo. O que presenciamos hoje são igrejas que “empanturram” seus membros de doces e açucares, falando só o que as pessoas querem ouvir, contrariando as necessidades de equilíbrio, onde é necessário alimentos amargos mas cheios de vitaminas e que colaboram para o crescimento espiritual.. Outras igrejas exigem toda a gordura do corpo, querendo arrancar o máximo de dinheiro do rebanho. Igrejas que só sabem viver de movimentos como se passassem a vida toda dentro de um fast-food, comendo sal e bebendo açúcar. Poderíamos ficar aqui apontando inúmeras discrepâncias alimentícias dentro da nossa comunidade cristã e ainda assim chegaríamos a mesma conclusão irrefutável que a nossa alimentação (da palavra) não tem sido nada saudável.

Triste constatação (!) pois muitos que pastoreiam hoje deveriam ter a sensibilidade e a capacidade de perceber as necessidades do corpo e realmente nutrir de acordo com o que for importante em cada determinado momento e não padronizar um menu obrigatório que é oferecido diariamente.

Há alguns dias atrás escrevi que não devemos ficar pulando de uma igreja para outra, mas procurar mediante as necessidades o que melhor se adequar a nós e nesse lugar nos firmarmos e nos submetermos a essa instituição. Em contra ponto se você se sentir desnutrido de alguma necessidade alimentar espiritual, procure seu líder / pastor e compartilhe suas necessidades, creio sinceramente que ele ficará feliz em saber e poderá lhe ajudar. Mas as vezes isso é possível e sempre é melhor, antes de tudo conversar com o Top Chef, Deus mais do que ninguém sabe quais são as nossas necessidades mais profundas e irá guiar de forma a continuarmos de pé e resistirmos as dificuldades e fomes diárias. Sinceramente eu creio que aqui na terra, tal como na época do êxodo, só temos o maná, o pão diário, a ração diária para prosseguirmos até o dia da volta de Cristo, mas mesmo estando aqui, de vez em quando somos agraciados com dias em que nos sentimos cheios e isso é muito bom.

Temos de ter a consciência de que aqui na terra nunca teremos um banquete pleno, onde nos sentiremos saciados e plenamente revigorados de alimento espiritual, isso só ocorrerá nos céus, onde nos esta sendo preparado pelo próprio Deus um banquete real. Será a primeira coisa que faremos lá, banquetear com o Rei, a palavra esta nos garantindo que ao chegarmos no céu teremos automaticamente nossas necessidades supridas e nos sentiremos eternamente saciados.

Mas um banquete medíocre não é o que esta reservado para nós, e não devemos nunca nos satisfazer em comer os mesmos alimentos. Ninguém vive saudavelmente comendo só doces – isso gera diabetes e outros problemas – ninguém pode comer só carne pois gera a falta de outras vitaminas. Necessitamos ser exortados, desafiados, instigados a pensamentos que sem a palavra de Deus que corta profundamente nossas almas, jamais cresceremos. Procure alimento, procure o banquete espiritual que Deus tem pra você;

Se aprofundar no conhecimento da palavra é como decorar o melhor livro de receitas já escrito, andar com Deus é aprender a fazer essa comida, ser ensinado pelo melhor dos cozinheiros,

Deus tem o melhor alimento para nós, não se satisfaça com as bolotas dos porcos, sirva-se do melhor, você é filho do Rei.

Graça & Paz

Anúncios
comentários
  1. Alex disse:

    Gostei muito maneiro esse site, parabens que o senhor os abençõe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s