Quando nem 2 moedas são importantes!

Publicado: setembro 27, 2011 em Evangelho, Textos

Sempre me pego pensando na passagem de Marcos 12.42, que diz: “Então, uma viuva pobre chegou-se e colocou duas pequeninas moedas de cobre, de muito pouco valor…”

Existe uma outra versão que diz que essas moedas valiam apenas meio centavo, e Jesus então diz: “Afirmo-lhes que esta viúva pobre colocou na caixa de ofertas mais do que todos os outros.” 

Vejo muitas igrejas, instituições, pastores, bispos, apóstolos…, todo o tipo de pessoa que se diz autoridade eclesiástica, pregando bênçãos a partir da quantidade de dinheiro que você pode oferecer “a Deus”. Coisas como: “sua oferta é proporcional a sua benção…” esse tipo de barganha barata que para Deus, lá nos céus, deve soar como versos profanos de adoração deturpada.

Foi Jesus quem disse que aquela viuva estava dando a maior das ofertas! 

…ai alguém pode dizer:

“Por isso que ela era pobre, porque só deu duas moedas … não tinha fé para dar mais e a benção sobre ela era pequena” … 

Você ficou espantando com essa conclusão absurda escrita acima?

Infelizmente é esse tipo de coisa que esta sendo dito por ai, as pessoas deturparam totalmente o sentido de riqueza, perderam totalmente o entendimento do que vem a ser realmente a prosperidade perante a visão de Deus. Os pensamentos que tem sido propagado pela igreja atual é de que temos de ter bens financeiros para sermos prósperos, quando NÃO É (mas isso é tema pra outro post). Poderia passar horas fazendo comparações dentro da Bíblia de homens que tinham bens e não eram prósperos, de homens que não tinham absolutamente nada e eram ricos em Deus, mas também de homens que tinham posses e suas vidas não se bastavam nisso, porque o melhor que eles tinham era a consciência de serem amigos de Deus. Que fique claro que uma coisa não depende da outra.

O que importa, a meu ver, diante de Deus, é totalmente o coração, a rendição incondicional a vontade do Pai, a disposição de entregar tudo, mesmo não tendo nada como a pobre viuva, ou até mesmo como Abraão que era dono quase que de um estado e entregou seu filho, onde estava o seu maior valor.

Nesse fim de semana ouvi uma pregação que falava sobre a disposição de entregar tudo e a partir disso passarmos a nos tornar parte do milagre soberano de Deus. Como aquele menino que cooperou para um dos maiores milagres já registrados na história, ele tomou a atitude corajosa de perder seus 5 pães e seus 2 peixes e acabou como sendo o provedor de alimento para mais de 5 mil homens (sem contar as mulheres e crianças);

Fico pensando se a viuva tivesse apenas 1 moeda ou nenhuma moeda, o mesmo Cristo que fez o impossível de alimentar 5 mil homens com 5 pães e 2 peixes seria capaz de fazer 1 moeda de um centavo comprar estádios, ou galpões para implantar sua igreja. A vontade de Deus deve ser frustrada quase que a todos os momentos quando fazemos contas e cálculos duvidando da provisão celestial diante das vontades de Deus. Duvidamos de um Deus que diz que é o dono do ouro e da prata, duvidamos da veracidade da palavra dEle escrita na Biblia quando clamamos vorazmente por maiores doações!

Não consigo crer num Deus que é capas de nos direcionar dentro da sua vontade e nos deixar a “ver navios” diante de uma tempestade. Se existe a vontade de Deus implantada dentro de algo ele é fiel para suprir independente das circunstancias. E se dermos um passo maior que a nossa perna sem a consulta de Deus isso não deve ser descontado nos pobres que não tem o que comer em casa, mas mesmo assim estão disposto a entregar tudo. A oferta deles será aceita diante do Senhor, mas e os exploradores insanos que fizeram isso? O que Deus poderá fazer com eles? Só saberemos naquele dia glorioso, mas da pra ter uma boa ideia.

As vezes me pego pensando: “Senhor eu tenho tão pouco pra dar…”, e é tão reconfortante quando no meio de algumas pregações um pastor é usado por Deus para dizer “Erga suas mãos vazias e entregue de coração a sua vida” … Deus sabe meu desejo de entregar os meus tesouros na sua casa, Deus sabe disso no coração de cada um que oferta, Deus conhece a fé de cada um que se dedica em adoração e doação, isso não é julgado pelos homens, apesar de muitas vezes eles o fazerem. A entrega é coração, vida, a entrega é baseada em toda a nossa existência.

Eu acredito nisso! Eu acredito que esse é o tipo de oferta que Deus anseia de nós, de coração, acredito na fé e na predisposição de entregar seu tudo, mas não como barganha por bênçãos e esperando por milagres, entregar tudo por conta dEle ter se entregado integralmente em amor a nós.

Jesus veio a terra, se fez homem, se tornou pobre, não tinha se quer um telhado para repousar, e dos menores que era, da menor casa da geração de Davi, Ele se entregou como sacrifício por nós. Aos olhos dos homens aquilo era uma perda de tempo, apenas mais um show de horror dos quais eles estavam acostumados a presenciar, mas a diferença estava no coração de Cristo, sem pecados, sem máculas, apenas grato por seguir a vontade do Pai no Céu.

Essa oferta é aceita! Essa oferta é multiplicada! Essa oferta faz os maiores milagres… um coração destruído para as vontades humanas, mas pleno de adoração e amor a Deus!

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s