Limites não limitadores!

Publicado: janeiro 2, 2012 em Evangelho, Textos

Obs.: Se possivel ler esse texto ouvindo essa musica:

John Mark Mcmillan – Love You Swore

É bem explicito que eu não sou adepto dos movimentos de repressão dos pensamentos e do aprisionamento da liberdade intelectual. Em contra-ponto a isso eu vejo a liberdade que as pessoas tem ultimamente, tanto no pensamento, quanto nas atitudes e expressão de opinião é algo que se tornou extremamente banal. O individuo contemporaneo desfruta de uma extrema facilidade para se ter tudo: relacionamentos virtuais, facilidade na informação, comunicação instantanea, tudo vem e existe de uma forma muito simples, literalmente de graça, sem conquista, sem esforço.

Coisas sem preço costumam não ser valorizadas, é só pensar no velho ditado que diz “o que vem fácil, vai fácil” e isso infelizmente é um reflexo da sociedade atual.

Quando as pessoas não tem limites morais elas acabam por perder o sentido da conquista do pensamento, perdem a ânsia pela inventividade. Quando você tem limites e tem de vence-los, transpor cada um deles passa a dar valor a cada sentimento, pensamento e necessidade, pois tudo acrescenta ao carater humano.

Infelizmente a liberdade perde o sentido se não conquistada. Quando você tem limites precisa ser criativo para conquistar o mundo alem das cercas, isso te faz ir além do primeiro e dificil passo, te faz vencer as fronteiras… é assim que alcançamos novos horizontes: quando os limites são vencidos por que eles são atingíveis pelo necessidade de se ir além. Hoje não existe mais a necessidade de ir além, por que o além pode ser comprado na tela do seu tablet.

Como cristãos temos limites morais e divinos, caminhos que não devemos transpor por conta do que Cristo demarcou como nosso caminho reto e santo. O caminho que Cristo trilhou na terra é o referêncial de passos que devemos seguir. Diferente da liberdade do mundo comum.

Se você quizer ver a ruina de alguem, qualquer um mesmo, podendo ser seu filho, um amigo, um discipulo, um empregado… qualquer pessoa que seja, lhe de toda a liberdade possivel, não estabeleça nenhum tipo de limites para ela.

A humanidade tem por natureza selvagem buscar o mal, porque desde a queda de Adão optamos por seguir o mal.

Mesmo Deus colocando limites para nós, nós pecamos. Devemos aprender a viver debaixo de limitações, aprender viver em fé, debaixo da lei gloriosa do Pai. Respeitar os limites porque limite não significa estar algemado, como muitos pensam, limites são cintos de segurança!

Limites que devem ser respeitado são os mandamentos que Deus nos dá para vivermos num mundo mal e perigoso, que não tem regras morais. Os limites que Deus nos impõem não são travas para o pensamento livre e pleno que Cristo inspira em nós, uma coisa é diferente da outra.

Limites que devemos viver são aqueles guiados por Deus e existe os limites que devemos quebrar: são aquelas travas da mente, que a mediocridade humana tenta nos incutir em todo o tempo.

Somos livres para irmos além dos limites humanos e vivermos a plenitude da liberdade suprema em Deus.

Quebre seus limites em 2012 e vá a fundo na liberdade de Cristo!

Feliz 2012

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s