Sementes do Fruto

Publicado: abril 4, 2012 em Diversos, Evangelho, Textos

Costumo pensar em como eu devo ser um cristão autentico, realista, praticante e ao mesmo tempo confrontador ante as dissoluções do mundo. É lógico que fujo mais uma vez das metodologias pré-formatadas que existem por ai, afinal de contas métodos e resultantes são praticas de livros de autoajuda, os quais sinceramente considero como literatura barata diante do manual de vida pratica que temos na Bíblia. Mas me permito buscar algumas características que um ser existente dentro do contexto do cristianismo deve ter, e é basicamente isso que eu vou tentar falar aqui nesse pequeno e insignificante rabisco.

Há na Bíblia alguns atributos que são comuns e devem se manter assim dentro de um cristão, o Fruto do Espírito relatado em Efésios, nos dá uma lista básica de atitudes que devemos procurar exercer no nosso dia-a-dia, e dentro desses modos encontramos algumas peculiaridades de forma indireta que entendo e que vou tentar citar:

Considero a inteligência bem humorada e profunda, algo essencial ao comportamento cristão;  Confesso que muitas vezes o bom humor é algo que foge ao meu caráter, declaro minha natureza mal humorada e infelizmente isso é algo que tenho de lutar contra quase que de forma ininterrupta. Quando falo de inteligência, deve ficar automaticamente claro que não estou falando de algo singular e para poucos homens especiais e agraciados por um dom, acredito que pra se ser inteligente depende mesmo de prestar atenção a tudo que esta a sua volta, é fato que alguns gênios superdotados têm carisma em especial e esses são únicos, mas creio que para seres humanos medíocres como eu um pouco de estudo dedicado, leitura e vontade é capaz de suprir a falta de graça peculiar e natural.

Outra peculiaridade que devemos cultivar a meu ver é a dignidade, ser digno não esta ligado a ser merecedor de alguma coisa, tal como a raiz da palavra parece ser, ter dignidade esta mais ligado a decoro, educação, hombridade, decência, coisas não tão comuns na nossa sociedade moderna, cheia de velocidade e ímpeto para vencer o outro de forma inescrupulosa, dignidade passa longe disso, quando resolvemos doar, amar, abrir mão, ser educado, responsável e justo, mesmo que a justiça seja oposta a nossa vontade.

Humanidade também é algo que entra nessa minha lista, sou do pensamento que o homem tem singularmente peculiaridades divinas, oriundas do caráter de Deus, logo, creio sim que o homem pode ser bom, mesmo vivendo em meio ao pecado e nascido dele, é fato que a presença do Espírito Santo agindo no nosso caráter nos torna melhor e mais parecido com Cristo, porque é exatamente dele que devemos copiar nossas atitudes. Humanidade é ser capaz de se compadecer do próximo, e não ser só compassivo, mas ativo ante as mazelas do mundo, é ser responsável por outrem, mesmo que isso não lhe diga respeito diretamente, mas como cristão devemos entender que o próximo é sim nossa responsabilidade e isso esta muito vinculado ao pensamento de humanidade amável e necessária para se existir num mundo que crê que tudo pode ser melhor.

Lealdade, um dos meus preferidos nessa reflexão definitivamente é a lealdade, gosto do sentido da palavra, gosto do que ela representa, é exatamente aquilo que nos vem a mente quando a vemos: um amigo se dedicando a outro amigo independente do esforço que isso exija, independente do que isso represente a si mesmo, lealdade é quando nos doamos incondicionalmente simplesmente pelo fato da existência do amor puro, simplesmente pela capacidade de sermos bons quando convencemos nosso coração da importância de alguém. Um dos sinônimos de Lealdade é Constancia, o que trás automaticamente a minha mente aquele texto que diz que “não devemos nos cansar de fazer o bem”, assim como aquele outro que diz “para andarmos duas milhas quando nos é pedida apenas uma”, ou ainda aquele outro que diz que “devemos perdoar 70 x 7 num dia…” a Bíblia é repleta de demonstrações de lealdade humana e isso é algo inspirado por Deus em nosso caráter, visto que Deus é a representação da maior lealdade possível, quando mesmo mediante a todas as nossas falhas, falta de escrúpulos e aberrações ele ainda continua nos concedendo o fôlego de vida a cada manhã.

Por fim penso na capacidade de discernimento entre o certo e o errado. Hoje em dia existe uma linha de pensamento que diz que nada é exatamente errado nem exatamente certo, havendo assim um equilíbrio entre os dois mundos o bem x o mal, me perdoem os que assim acreditam, mas o certo existe indiscutivelmente tanto quanto o mal também existe, não há equilíbrio que justifique o genocídio, a violência contra uma criança, ou a injustiça social e tudo isso começa quando decidimos eleger um político que parece mais ou menos, buscamos acreditar em meias verdades porque não temos a capacidade de enfrentar as mentiras, porque nos beneficiamos dessas meias mentiras, quando desviamos nossas atitudes e ficamos no mundo do politicamente correto pra não bater de frente com ninguém. A meu ver a falta de senso critico que permeia a sociedade atual é uma das coisas mais nojentas que pode existir, somos fracos e covardes, estúpidos envoltos num mundinho perfeito que não é capaz de confrontar os outros, pelo fato de que nossas crenças não se baseiam mais nas verdades mas sim nas distorções que acabam juntando o certo e o errado e criando um meio termo digno de ser vomitado tal como a Bíblia nos diz sobre os mornos de espírito.

Hoje em dia, tal como sempre na história humana existe uma batalha gigantesca ocorrendo, uma batalha que esta no âmbito interior de cada um, que não tem a ver com outra pessoa, mas sim uma luta interna, a batalha que se trava dentro do coração humano comum, quando ao despertarmos sentimos a pressão do mundo a nossa volta, caindo sobre a nossas costas e então temos de decidir que tipo de imortais seremos nesse novo dia.

Somos imortais, porque Deus nos deu a dádiva da eternidade, a escolha de caminhar de forma justa e santa na terra é absolutamente nossa e é ai que esta a grande reviravolta que podemos fazer na nossa vida. Mantermos o padrão do mundo ao redor e caminharmos direto a favor da corrente, ou existirmos em diferença e contra ponto, fora da monótona aparência dos pobres fracos que seguem os padrões básicos de alegria viscosa e sermos tão diferentes do normal ao ponto de sermos tido como loucos, mas puramente santo e gloriosamente diferente dos padrões terrenos e mortais.

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s