Fazer ou Ser? Eis a Questão

Publicado: agosto 24, 2012 em Diversos, Evangelho, Textos

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. – Atos 1:8

Existe um movimento atual de busca do Espírito Santo focando apenas na manifestação de línguas, apenas no lado enfático e mais “barulhento”, não sou contra essas explosões do espírito humano, muito menos ao que o Espírito pode fazer no nosso coração trazendo alegria incontestável e prazer profundo na alma. Mas existe um porem de tudo isso olhando pra tudo isso, nos dias do Pentecoste descrito no Livro de Atos vemos primeiro a necessidade de um conforto a um grupo que estava agora sem líder. Eles haviam perdido Jesus a poucos dias e ainda doía a saudade do Mestre, tanto que Cristo ao ascender aos céus promete o envio de um “Consolador”. O que um Consolador faz? Não precisa ir muito profundo na raiz da palavra pra entender que um consolador – consola.

Mas o que me fez pensar sobre isso foi mesmo a leitura de Atos 1:8, a versão da NVI diz: Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra“.

Destaquei algumas partes do texto pra que a leitura fosse atenta ao que realmente vem nos tocar e se refere a nós nessa passagem. Iremos receber o poder dos céus quando o Espírito Santo pousar sobre nós e a partir desse poder seremos as testemunhas de Cristo até o fim do mundo. Essa é uma verdade incondicional vinda dos céus. Tenho aprendido ao longo do tempo que as verdades Bíblicas estão entrelaçadas entre si e a Bíblia tem uma verdade suprema de Amor e de dividir esse Amor com todos, por que Deus é Amor e temos de leva-lo ao próximo. Perceba que ao escrever essa ultima frase eu fui colocando elementos bíblicos que são extremamente comuns a nós, verdade sobre verdade, que constrói uma verdade soberana e maravilhosa baseada em Cristo e na Bíblia.

Olhando novamente pra essa passagem de Atos ela nos direciona ao serviço para a humanidade como uma verdade poderosa, ou seja recebemos o poder do Espírito pra servir o mundo, mas olhando toda a historia da criação e o que vemos Deus esperando de nós, a manifestação do Espírito em nós não deve resultar apenas o “poder pra servir”, vai muito além, servir o próximo é um dos nossos deveres, mas não é nem o primeiro e muito menos o principal dever do homem cheio do Espírito Santo.

Antes de fazer algo a alguém, devemos ser algo. De pouco vale se falamos algo do qual o nosso coração esta vazio. Pregasse que somos salvos pra servir num contexto que não é absolutamente verdadeiro, dando a noção de que só somos salvos pra sermos mão de obra de serviço e isso definitivamente não é assim.

A queda humana não esta no fato de o homem fazer coisas más, esta no fato de o homem ser mal! A essência humana esta errada, a queda Adâmica fez com que tudo fosse jogado as traças e virasse literal lixo, o coração corrompido da humanidade dita seus atos de destruição mutua.

Quando você tem uma água contaminada qual é a melhor forma de purificar esse rio? De pouco adianta trabalhar no rio em si, limpar margens, plantar arvores, tirar os dejetos do meio da água de pouco importa se não for limpada as fontes dessas correntes. Pra limpar a corrente de água é necessário limpar a fonte.

A conduta humana depende da natureza humana e se não houver regeneração na natureza humana a conduta pode mudar, mas a essência continua mentirosa.

O Espírito Santo vem com uma função tão profunda que por vezes passa desapercebido mas é a mais nobre e maravilhosa obra que poderia ser fundada em nós. O Espírito vem pra restabelecer e restaurar a comunhão da alma com Deus, aquilo que perdemos quando Adão e Eva pecaram. Hoje não podemos mais caminhar no fim da tarde com Deus e o Espírito chega em nós pra que não só possamos caminhar as tardes com Ele, mas em todo o tempo andar lado a lado.

Só vamos conhecer a Cristo quando aprender-mos dEle com o Espírito que nos ensina, nos capacita e nos habilita a entender o milagre desse amor.

Antes de fazermos coisas devemos ser adoradores, mesmo porque só seremos aceitáveis feitores quando aprendermos a adorar e amar incondicionalmente ante as intempéries da vida.

Por fim uma frase que li em uma devocional de Tozer:

“Certamente que o Espírito deseja infundir dons e poder; mas a santidade e a adoração vêm primeiro!”

Graça & Paz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s