Arquivo de agosto 11, 2017

Ouro

 

 

 

 

 

Essas provações são para mostrar que a fé que vocês têm é verdadeira. Pois até o ouro, que pode ser destruído, é provado pelo fogo. Da mesma maneira, a fé que vocês têm, que vale muito mais do que o ouro, precisa ser provada para que continue firme. E assim vocês receberão aprovação, glória e honra, no dia em que Jesus Cristo for revelado.” – 1 Pedro 1.7

Não é a primeira e sei que não será a última vez em que me sinto assim, meio vazio, meio fraco, meio triste, como se as cores perdessem o contraste e o brilho meio que estivesse se esvaído, não que os dias sejam cercado de grandes provas, não que meu coração esteja em uma grande dúvida ou as circunstancias sejam graves e fizessem com que minha alma estivesse em desespero… não é um sentimento tão drástico assim, é algo bem mais perene, bem mais próximo de um estado normal de espirito, parece um pouco de cansaço pela caminhada diária, se assemelha a um apego não quisto da rotina e isso as vezes se amplifica e traz uma tristeza quase que natural.

Antigamente eu não podia aceitar na minha caminhada esses momentos de solidão, pensava que estar assim era algo realmente ruim, mas aos poucos a vida nos ensina que esses momentos são necessários e devem ter um valor na nossa jornada, são momentos de contemplação, momentos de apreciação da complexidade da vida humana, mas que também nos revela o conforto da vida em fé… Sinto que esses momentos são aqueles períodos de “dor de crescimento”, lembro de quando era adolescentes e por vezes sentir algumas dores no fêmur e meu médico dizer que era um tipo de dor de crescimento, pois os músculos e tecidos estavam sendo distendidos por conta da evolução de tamanho, como se fossem esticados, sinceramente não sei se isso tem realmente algum fundamento biológico, mas fato é que essas dores acontecem também no nosso caráter, na formação da nossa evolução como ser cristão maduro.

A Bíblia nos diz em certa passagem que “ao que muito foi dado, muito será exigido”, isso realmente é um conforto de que se estamos sendo exigidos, se está doendo é porque estamos sofrendo e sinal de que a nossa evolução ainda está em processo, que estamos crescendo e alcançando cada vez mais maturidade…

A sequência do texto de Pedro diz “a fé que vocês têm… precisa ser provada para que continue firme” – não se trata unicamente de uma questão de evolução ou crescimento pura e simplesmente, se trata de uma questão de equilíbrio, os elementos só estão “firmes” no sentido de força quando estão equilibrados, e pra isso precisamos constantemente passar por provações que nos fazem lembrar da manutenção e da convicção da nossa firmeza em Cristo Jesus!

Para estar em fé precisamos ser provados, a provação nos ensina a sermos firmes e então em algum momento da nossa história, não por mérito ou por que somos bons, mas por termos nos despojados da nossa humanidade de dúvidas e falta de crença, quando definitivamente vivermos e andarmos por fé pratica, receberemos os galardões da graça suprema, seremos aprovados, seremos honrados e glorificados naquele grande, glorioso dia em que Cristo Jesus for soberanamente revelado!

O conforto da dúvida humana é a fé no Cristo eterno!

Graça & Paz

 

Anúncios