Equação?!

Looking at Difficult Complex Equation [146796732]

“Com um coração sincero eu te louvarei a medida que for aprendendo os teus justos ensinamentos”. – Salmos 119.7

Lendo esse texto consigo ver destacados três pontos perfeitamente simétricos e dependentes entre si, tornando-se mutuamente necessários para a manutenção de cada um. O escritor desse salmo se coloca numa posição de humildade e dedicação custosa de devoção e perseguição de um alvo maior em sua vida

Muitos de nós somos dedicados ao serviço do louvor em nossas comunidades, através da música, e por vezes, fazemos disso a razão existencial da nossa história cristã, quando o que realmente deve acontecer é que o nosso foco principal de honra seja Deus, e não algo que criamos como divino para colocar nosso coração hipócrita no centro dos holofotes, disfarçando de uma roupagem de humildade. Corremos o risco de nos perder ao fazer do nosso “louvor” uma forma de nós “crescermos e Ele diminuir”, invertendo a ordem da vida cristã ensinada na Bíblia.

O primeiro ponto que vejo equilibrando a vida cristã no salmo citado é o coração sincero. Só um coração sincero é capaz de ser integralmente devoto a Cristo com plenitude e chegar ao que vejo como o segundo ponto de equilíbrio:

Louvor! Lembro automaticamente daquele texto que diz “o pai procura adoradores que o adorem em espirito e verdade…” O louvor não é uma instituição cega e forçada, pelo menos não deveria ser assim, o louvor depende de uma sinceridade de coração, de uma cultura de vida, dia a dia, passo a passo, podemos ser subitamente tocados pelo espirito, desde que lhe demos liberdade para agir em nós, mas o louvor sincero tem uma mão única e direcionada ao trono de Deus. Logico que seremos abençoados e sentimos uma comunhão grandiosa quando cantamos e louvamos, mas o louvor não é algo dedicado ao nosso bem estar e sim a subir como oferta pura de um coração sincero, espero que você esteja percebendo comigo, como as coisas são dependentes umas das outras nessa linda equação.

Por fim o terceiro ponto e também perfeitamente equilibrado entre os outros dois esta o Aprender! Gosto muito de pensar sobre o aprendizado porque esse tema me leva a absorção de conhecimento e construção de sabedoria, algo que é sim um dom de Deus dado a nos e que devemos ter imenso apreço e carregar com temor, cuidado e responsabilidade. Engraçado perceber que o Aprender vem depois de um Coração Sincero e depois de Louvor, pra mim isso é um tanto quanto chocante porque já me peguei julgando e dizendo que devemos estar aptos a fazer a obra, mas antes da preparação, e não estou falando do que devemos estudar por obrigação e formação intelectual e técnica, devemos primeiro ter um Coração Sincero e Louvor a Deus, a partir de então conseguiremos ter uma base capaz de Aprender os justos ensinamentos de Deus.

Só tendo um Coração Sincero, que de uma forma figurativa vejo como sendo o caderno das nossas vidas, e um Louvor de Espirito e Verdade, que vejo como sendo uma caneta pela qual as mãos de Deus escreverão em nosso coração, só assim aprenderemos forjado e escrito em nós e através do Espirito os Justos Ensinamentos de uma vida de serviço, amor e zelo, independente da posição que tenhamos dentro de qualquer hierarquia humana, o mais importante é estarmos sobre todas as coisas próximos de Deus e de sua soberana e maravilhosa vontade.

Graça & Paz

Anúncios

Pela palavra, pela alegria

esperar...

O sofrimento e a ansiedade me atingem, mas os teus mandamentos me alegram.” Salmos 119.143

A palavra doce e perene do Senhor, a Bíblia, tem uma propriedade muito bela e maravilhosa, ela é capaz de nos alegrar; simples assim, a palavra de Deus pode trazer sorriso aos nossos lábios e conforto arrebatador aos nossos corações; Fico pensando em quantos livros eu li e quais deles tiveram essa admirável capacidade de ao folheá-los fazer com que eu sentisse um renovo e uma restauração que me fosse capaz de trazer lagrimas de jubilo e um aquecimento dentro da minha alma, fazendo com que o meu coração bradasse de contentamento… Sinceramente não consigo lembrar-me de nenhum, principalmente aqueles de autoajuda, que acabo concluindo ter apenas a capacidade de fazer exatamente ao contrario, com soluções momentâneas e encaixotadas que não se renovam e engessam nosso espirito.

Vem-me a mente sim, alguns livros que me renovaram em sua leitura e acalentaram a minha alma, justamente porque eles contavam a historia de pessoas que se entregaram a essa palavra de confronto, mas de paz, de desafio, mas de recompensa, de justiça, mas de amor.

A palavra santa de Jesus sempre traz a esperança, e essa esperança perdura por toda a eternidade, o que pode trazer realmente um total alívio, pois mesmo que venhamos passar por dificuldades e aflições nesse plano de vida, sabemos que um dia estaremos com Cristo e em paz por toda a eternidade.

Os sofrimentos e as ansiedades farão parte da nossa historia, mas se a historia for permeada da palavra de Deus, através de uma vida devocional dedicada, mesmo com todo o sofrimento e as tristezas que vierem nos afligir, tudo isso vai passar e teremos então a alegria verdadeira que só pode existir em Jesus… o Senhor da Alegria!

Graça & Paz

Pronto pela puresa

IMG_2920

Tenho feito algumas viagens e tenho visto na vida de irmãos que levam uma vida muito simples, uma chama que a algum tempo eu havia esquecido como era, a chama do que chamamos de Primeiro Amor. Pessoas dedicadas não a um ministério, ou a algum grupo de relacionamento social e politico, mas dedicadas e separadas para um relacionamento pessoal como o Espirito Santo que direciona todos os outros caminhos da vida terrena. Tive a sensação e presenciei pessoas que estão inseridas no mundo, mas que realmente não são desse mundo. E sinceramente eu não acreditava mais numa vida de separação assim, onde podemos ser humanos, mas ao mesmo tempo santos dedicados ao Reino Eterno. O que me faz vislumbrar o quanto a vida cristã é uma vida que deve ser e estar totalmente e tão somente consagrados à gloria de Cristo e nada mais.

Percebi que a aptidão para o evangelho muito pouco depende dos meus talentos e da minha capacidade musical, oratória ou de inspiração pessoal, Deus nunca mencionou nas escrituras que a proclamação do Evangelho deveria depender de talentos e do desempenho humano. Podemos ver isso através da vida de relacionamento de Jesus aqui na terra, Ele sempre esteve cercado por pessoas simples e iletradas, mas que por uma decisão a dar lugar a ação poderosa do Espirito Santo mudaram a historia.

Você pode dizer que talvez seja muito difícil alguém como você conseguir levar o Evangelho de uma forma tão poderosa e definitiva a vida de outras pessoas, e ainda mais sozinho nesse mundo, que só nos trás mais peso e duvidas. O que testemunhei nesses lugares longínquos é que para o Evangelho de Cristo chegar lá dependeu apenas de uma pessoa, com uma disposição de caminhar quilômetros ao sol ardente pra levar a palavra de amor e mudança de vida. Hoje entendo definitivamente que se apenas uma pessoa cresça na fé, reivindique a plenitude do Espirito Santo e coroe Jesus Cristo como seu Senhor, o resultado espiritual será sentido por todo o grupo de pessoas a sua volta.

Meu pai me ensinou que “se você for uma chama ardente as pessoas vão vir pra perto de você nem que seja exclusivamente pra te ver pegar fogo”. Creio que o mundo é atraído à luz da nossa alegria, e a nossa alegria é a Verdade, o testemunho da verdade eterna.

Existe um entendimento simples e que trás uma liberdade definitivamente para a historia da nossa vida: Pela graça soberana de Deus nós não precisamos ser totalmente infalíveis para sermos abençoados e levarmos a benção do Amor de Deus às pessoas. O que precisamos carregar é sim um coração que deseje a vontade de Deus mais do que qualquer outra coisa e consequentemente nossos olhos estejam colocados na Glória de Deus e em dar Glórias a Deus.

“Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo.
Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos.
A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum.” 
1 Coríntios 12:4-7

Esse texto me conforta pelas diferenças que ele permite no Reino e no Serviço ao Reino. Todos tem talentos e dons vindos de Deus e se ainda não foram percebidos é simplesmente buscar em Deus para perceber que todos temos aptidões para o serviço das formas mais singulares e ao mesmo tempo plurais para a obra da soberana vocação. Um chamado efetivo ao serviço do Reino é algo que deve ser sobre todas as coisas manifestado através do Espirito Santo, porque através dele não haverá sombra de duvida de um resultado final glorioso para o bem maior do louvor a Deus.

Volto a lembrar de que mesmo que nasçamos de novo, sejamos definitivamente convertidos e que professemos a alegria da fé por termos encontrado o nosso lugar no corpo de Cristo, ainda assim continuaremos a sermos seres humanos pecadores, até o dia da volta do nosso Senhor ou o chamado particular de cada um, mas Jesus nos diz: “…Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. João 16:33

 O Espirito Santo é dócil, gentil e suave, sua vinda até o profundo da nossa existência é uma poderosa manifestação de graça sem dor e esforço. Mas cabe sim à nos o trabalho árduo de mortificar a nossa carne e de termos um preparo para receber aquele que é o mais Santo, pois o Espirito Santo nos examinará por completo e nos tratará como alguém puro como Ele é.

Graça & Paz

Corrida pela Vida

Image

Corra a boa corrida da fé e ganhe a vida eterna. Pois foi para essa vida que Deus o chamou quando você deu o seu belo testemunho de fé na presença de muitas testemunhas.” – 1 Timóteo 6.12

Interessante perceber que o texto diz para corrermos a corrida da fé que assim ganharemos a vida eterna. Não esta imposta a condição de que temos de ganhar a corrida, mas sim corrermos a corrida!

No reino de Deus não vemos essa questão de melhores ou piores ser muito explorada, o que vemos é “os que são e os que não são”, pois isso não denota o esforço próprio e as qualificações pessoais de cada individuo, mas sim, a questão da escolha de cada ser pelo certo ou pelo errado.

É sim o ato de corrermos o caminho da fé até o fim que nos fará ganharmos o premio da soberana vocação, como Paulo relata, que nada mais é do que a Vida Eterna em Cristo.

A partir do momento que escolhemos Cristo, Ele escolhe nos aceitar como coerdeiros da Herança Celestial… a Vida Eterna… de Graça!

Graça & Paz

Onde quero estar…

Image

Adorar-te mesmo quando não há holofotes,

Amar-te quando o mundo me odeia,

Buscar-te quando só você pode me ver,

A escolha diária de andar as suas pisadas.


Deus meu, amigo meu, meu seguro no meio das lágrimas, és quem vem secar o meu choro mesmo quando todas as lagrimas já se secaram, sobrando apenas os soluços… Por mais aflições e tristezas que o mundo possa me impor, jamais será paralelo para o quanto Você, Jesus me fez e faz feliz, te ter Jesus é ser feliz pra sempre e no sempre dos dias.

Os dias de glória podem ter até ido embora e hoje talvez seja somente dos dias comuns, de uma história que se segue, mas é nos pequenos e simples momentos que quero e devo ser fiel em adora-Lo e eu sei que se quiseres ira vir aqui me encontrar na fidelidade do pouco e então me colocará no muito que escolher, mesmo se me sobrar somente o folego de vida e mais nada, estarei recebendo além do muito mais que eu posso merecer e é só a tua graça que pode me fartar tanto assim, porque enfim ela é tudo o que me basta … Sua doce graça!

Fidelidade eterna, soberana e doce de um Deus constante e amigo infindável o qual apenas um abraço pode me sustentar em felicidade por todos os meus dias da eternidade, simplesmente onde eu quero estar, na sua sala de estar…

“O teu sol não voltará a se por, e a tua lua não minguará jamais, porque Yahweh será a tua Luz perpetua, e os teus dias de luto e amargura chegarão ao fim”! – Isaías 60.20

Graça & Paz

Felicidade a qualquer custo?!

Image

Andamos mesmo numa sociedade consumista, capitalista e de desejos rápidos e passageiros, mas dentro desse mundo fast-food nos deparamos com um monte de gente que por sede de ter coisas e sensações, aboliram a capacidade de respeitar o próximo, ignorando as necessidades de importância e cuidado, simplesmente pela máxima de que “o importante é EU ser feliz!”. O “Eu” tomou conta da existência, não dando mais espaço para a convivência simples de afeto e cuidado. Sem falar que nessa viagem da busca alucinada pela felicidade se perdeu totalmente a noção do certo x errado, trair se tornou padrão de vida, não falo só de traição em relacionamentos afetivos e sim traição de princípios que antes eram cultivados e no próximo segundo são jogados no lixo e no momento seguinte que a pessoa abre esse precedente se a mesma traição for aplicada à ela, se torna então um pecado mortal e sem perdão.

Engraçado e tragicamente caótico como os valores foram parar na lata do lixo, mais engraçado ainda quando percebo que a justiça se aplica para uns, quando para outros o perdão é um acessório galante concedido exclusivamente aos pecados que “Eu” cometo, mas nunca aos do meu próximo, que são “bem” mais pecados que os meus, só pelo fato de serem pecados diferentes.

Mergulhamos numa caça infame pela felicidade a qualquer custo que deixamos de lado as leis morais da vida e abandonamos de vez a sensibilidade do certo x errado, nossos pecados se tornaram ações justas por um fim maior, que justifica todas as nossas corrupções; Buscamos assim o nosso bem estar a qualquer preço.

Não estou sendo adepto do sofrimento terreno para alcançar galardão celestial, mesmo porque a conta não funciona assim, mas abandonar a capacidade de ser justo mediante as escrituras simplesmente porque “tenho de ser feliz”, com certeza não é o melhor caminho para os dias que estão por vir.

Pense um pouco em quantas pessoas você entristeceu, abandonou, esqueceu, prejudicou, maltratou ou traiu ao longo da sua vida simplesmente porque o importante é que você seja feliz…

… Se a sua lista for grande se preocupe bastante, se a sua lista for pequena se preocupe mais ainda, pois na sua cabeça você pode estar pensando que isso que escrevi não era pra você, quando na verdade esse sentimento se parece bastante com uma das comiserações que acompanham os buscadores de felicidade: auto justificação!

… Quando quem deve nos justificar é o Pai que esta nos céus! – “Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Romanos 8:33 

Melhor que a felicidade terrena e passageira é a Felicidade celestial e eterna, essa não se baseia no seu próprio esforço e gana, mas sim na misericórdia e amor doador de Deus.

Viva a graça e a distribua da mesma forma que recebeu… de Graça!

Graça & Paz

Mais além…

tentar1

“Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo.”(Filipenses 3.20)

 

Saudades da poesia

Saudades da sabedoria

Saudades das palavras

Saudades da verdade

 

Saudades do cuidado

Saudades dos versos

Saudades das musicas

Saudades do olhar

 

Saudades dos dias

Saudades da brisa

Saudades dos minutos

Saudades do eterno

 

Saudades do sonhar

Saudades do orvalho

Saudades do abraço

Saudades do céu!

 

Graça & Paz

Vocação Falha!

Image

Prefiro que minhas falhas sejam tentativas verdadeiras de acerto, do que viver uma vida de mentira e me apresentar como alguém que esta acima dos erros humanos.” – Murilo Scarpellini

“E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.

Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” – 2 Coríntios 12.9-10

A cada dia que passo vou ficando mais triste em ver pessoas, dia após dia, se maquiando em uma existência de uma falsa perfeição. Gente que se coloca num involucro de beleza intocável, se tornam inatingíveis, sem falhas e sem maculas, pessoas que não podem ser imitadas, pois são perfeitas demais para os padrões de pobres e falhos humanos mortais.

A Bíblia nos diz que só alcançaríamos a perfeição lá no céu, quando então vislumbrarmos a estatura de varão perfeito (Efésios 4.13)  e é nisso que eu me atento a crer para a minha pobre e fraca existência. Não quero através dessas palavras justificar uma vida de falhas e quedas continuas, pois a vida cristã, que aprendi, deve ser uma busca constante do crescimento em sabedoria e conhecimento para que a partir disso não venhamos mais repetir os nossos erros e falhas de outrora.

“… mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça;” – Romanos 5.20b

O que quero pensar é que nessa busca alucinante pela perfeição as pessoas procuram fazer isso para que os outros vejam e as vangloriem, não se trata de uma pratica real de existência e estilo de vida, pois no secreto essas mesmas pessoas se pegam em seus pecados escondidos e suas dolorosas duvidas tipicas da existência humana.

A Bíblia nos mostra que há esperança na fraqueza, porque é na fraqueza que encontramos a graça soberana de Cristo. A partir disso encontramos força. Nós só poderemos encontrar e viver essa força quando nos arrependermos e aceitarmos que somos pecadores, que temos fraquezas e imperfeições e assumirmos o quanto precisamos de Cristo. O grande desafio da identidade cristã não esta em se arrepender dos pecados e sim na consciência que podemos ser salvos independente das nossas duvidas e falhas. A palavra diz que Cristo veio para os fracos (1 Coríntios 9.22), para os que realmente necessitam de misericórdia, os que sabem que são dependentes de graça, aqueles que aprenderam a perdoar pois estes necessitam de perdão, aos que aprenderam a ajudar pois precisam de ajuda.

Pessoas perfeitas não tem lugar no Reino, pois ser Santo no âmbito humano não quer dizer que você de uma hora pra outra se tornara imaculado e milagreiro, alguém que não erra ou se precipita, quer dizer que você é separado, exclusivo, propriedade de Deus! Uma pessoa separada não é um qualquer, uma pessoa separada é consagrada para Deus e por Deus, tendo então uma vocação dedicada e definida, mesmo sendo comum e parecida com os outros a sua volta.

Cristo era assim, e ele não se separava dos humanos e de suas falhas, ele era conhecido como amigo dos pecadores (Mateus 11.19). Interessante perceber também que os grandes heróis da fé dos quais temos registro eram antes de tudo humanos, com falhas, com duvidas e com fraquezas, homens como Paulo, Pedro, Jacó, Abraão, Moisés, José, Josué, Sansão, Gideão, Daniel.. e tantos outros que por graça encontraram força suprema em Deus e realizaram fatos que são lembrados até hoje como operações maravilhosas de fé e dependência em Deus.

Sem medo de dizer: “Quero ser encontrado entre os pecadores e falhos, quero ser reconhecido como um vocacionado, não como um perfeito, a justificação vem do céu e não esta ao controle das minhas mãos”.

“… e vereis a diferença entre os que servem e os que não servem a Deus!” – Malaquias 3.18

Graça & Paz

Acesso de fé…

ImagePassamos tanto tempo ocupados e nos importando com coisas que são irrelevantes e por outro lado deixando as que realmente importam, meu pastor costuma dizer que “coisas não são importantes o que importa são pessoas”. Quantas vezes você passa sem dar um bom dia, sem dizer obrigado por uma pessoa que te dá passagem, ou pro motorista do ônibus, ou um garçom que você esquece ao menos de olhar pro seu rosto?

Fico pensando naquela passagem que diz que Jesus realizou tantos outros milagres que não daria pra caber na Bíblia quando ele esteve aqui na terra, gosto de pensar que os que ficaram registrados foram o suficiente pra nos mostrar como ele gostava de tratar no pessoal, no singular e no único de cada pessoa, justamente por isso que seria injusto tentar colocar todos os milagres na Bíblia, porque justamente faltariam alguns que poderiam ser esquecidos pelos escritores no caminho. Não existe um único milagre descrito em que não percebemos Jesus tentando interagir antes de agir em prol de alguém. Jesus sempre estava rodeado de amigos e seus amigos sempre eram próximos, ele ia a casa deles, comia com eles, andava com eles e assim essas pessoas tinham acesso direto a ele.

Diferente de nós que podemos nutrir apenas algumas amizades próximas de verdade, vamos esquecer que nos nossos perfis do facebook temos 5000 amigos, porque isso não é real e infelizmente não pode ser, é humanamente impossível vivermos uma amizade profunda e intima com esse numero de pessoas. Mas Jesus pode sim ser fiel amigo intimo de toda a humanidade, pois como homem ele é Deus e como Deus ele se fez homem pra nos conhecer como homens e considerar as nossas fraquezas e debilidades.

Em Efésios 3.12 lemos: “No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.” e é justamente assim que teremos um relacionamento de cumplicidade com Cristo Jesus, por meio da nossa fé, é importante perceber que a fé que venhamos a cultivar nos dá mais do que acesso com confiança a Jesus, ela nos dá ousadia pra acessarmos o amago dessa amizade. Sinceramente, imagine a seguinte cena: um grande salão revestido dos mais belos ornamentos da gloria celestial, uma orquestra sublime, tocando os instrumentos mais estrondosos que já se ouviram de onde emana um som incessante um coral de anjos que adoram com a mais bela melodia e em meio a esse evento épico encontra-se Jesus… Gigante, alvo, brilhante! Quem de nós teria ousadia de acessar essa sala e confessar seus pecados e falhas? Duvido que alguém sem fé faria isso e é exatamente isso que temos ao confiar e exercer a pratica de uma fé real.

Temos livre acesso ao santo dos santos, como se fosse o nosso quarto escuro em casa, onde nos ajoelhamos e clamamos por misericórdia e graça, afinal de contas quando nos relacionamos intimamente com Cristo é exatamente nesse lugar maravilhoso que queremos encontra-lo e então podemos cantar o Salmo 25.20 que diz sobre a nossa sagrada confiança…

Guarda a minha alma, e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti.

Graça & Paz

Quando esquecemos de tudo…

2249505006_c8ef263438_z“A mente cristão sucumbiu ao movimento secular com um grau de fraqueza e covardia jamais visto na história do cristianismo. É difícil utilizar as palavras corretamente para se referir a completa perda de moral intelectual na igreja do presente século. Ninguém pode caracterizar tal fato sem recorrer a uma linguagem que soará histérica e melodramática. Não existe mais uma mente cristã. E é claro que ainda existe uma ética cristã, uma pratica cristã e uma espiritualidade cristã… Porem, como ser pensante, o cristão moderno sucumbiu a secularização.” – John Stott – 1972

Sinto-me assim, me sinto rodeado por um mundo que se diz cristão, assim, pessoas que sucumbiram perante as suas ideologias, sucumbiram na fraqueza de não se dedicarem ao conhecimento, pereceram diante da vontade de ler um livro ou até mesmo as próprias escrituras sagradas. Há morte entre nós e ela não mais esta a espreita, ela esta enraizada no que vivemos, no que pregamos, na nossa existência como cultura cristã. Estamos cobertos de paradigmas, indulgencias que condenávamos e que nos fizeram rachar com a antiga igreja, hoje são cobradas dentro das nossas igrejas de uma forma muito mais apelativa, horrenda e escravizadora do que a 500 anos atrás na Reforma.

E vos renoveis no espírito da vossa mente;” – Efésios 4.23

Se hoje pudesse escolher um mandamento relevante na nossa geração, esse o seria. Esquecemos-nos de sermos renovados como a graça se renova a cada manhã, esquecemos-nos de trazer a memória àquilo que nos trás a esperança. Cristo nós trás a esperança da gloria, porque Ele em nós é essa esperança, e olhando a volta com todos os escândalos de pastores / deputados, artistas disto cristãos… Sinto que Cristo não esta em nós mais. Não há mais amor, o evangelho não se dedica mais a amar as pessoas independente de seus dogmas, praticas e estilo de vida.

Vivemos em dias de desespero, dias de amor falido, dias de condenação, dias de guerra… e o pior de tudo, dias de perseguição. Mas infelizmente nós mesmos geramos isso tudo!!! Esquecemos-nos de praticar e viver o amor de Cristo, aquele que padeceu por todos, lembra?!

Estamos matando Jesus, somos assassinos da graça, somos assassinos da benevolência, da caridade, do abraço, do amor, matamos Cristo com a nossa condenação, com a nossa intransigência, com o nosso juízo. Caímos no pecado que julgávamos ser vencedores, no pecado de não aceitar os rejeitados, rejeitamos a tudo e a todos, porque hoje nos colocamos como os maiorais e superiores da sociedade. Não estamos mais em queda, já caímos, quando nossa mente passou a acreditar que somos uma “raça eleita e um povo santo” sem ver que isso esta atrelado ao amor e a visualização de que não há gloria em nós mesmos, infeliz dia em que não entendemos o chamado real do amor de Cristo, em que confundimos que deveríamos ser juízes, quando deveríamos ser apenas meros discípulos e imitadores do maior perdoador da história.

Nosso pecado de divisão, de justiça, de condenação é o pior que poderíamos viver. Pecamos em nome de Cristo, envergonhamos e trazemos escândalo para a causa mais santa que era só de simplesmente amar o mundo e a todos os que vivem no mundo. Denegrimos a tudo e todo perante o nosso juízo e assim corrompemos a nossa maior doutrina, corrompemos o nosso fundamento, corrompemos a historia pela qual milhares de pessoas lutaram e morreram.

Erramos porque não conhecemos a boa nova de vida, erramos porque deixamos de lado as verdades bíblicas, erramos porque não vivemos mais em amor nem entre nós mesmos. Somos um reino dividido que sucumbiu, tal como esta escrito.

“… que o amor de vocês aumente cada vez mais em conhecimento e em toda a percepção. Para discernirem o que é melhor, a fim de serem puros e irrepreensíveis até o dia de Cristo. Cheios do fruto da justiça, fruto que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus.” Filipenses 1.9-11

Nosso amor não existe mais porque perdemos o conhecimento e nossa percepção se cegou. Assim não vemos mais o que é o melhor do ser humano, sua própria natureza humana é o seu melhor, porque ela é o sopro de vida que Deus colocou em nós! Perdemos os frutos de justiça, que vem por meio de Cristo, perdemos tudo isso…

Esses dias se tornaram pesados para escrever, porque de onde devia brotar esperança, hoje só brota dissabor. Clamo por vida, clamo por amor, Clamo por Cristo e sinceramente Cristo não esta entre a bancada partidária evangélica tão bestial presente na mídia!

Cristo foi esquecido nos discursos e na história da igreja que se perdeu em não proclamar o doce e leve fardo!

Perdoem-me, mas só o maior dos milagres e só um quebrantamento muito profundo na igreja evangélica poderia salvar-nos desse momento de treva que vivemos. Só Jesus Cristo poderia nos fazer enxergar nosso pecado gigantesco!

Graça & Paz